Artistas

Casal gay pede R$ 1,3 milhão de indenização à empresa de Ivete Sangalo após agressão em show



Depois de serem espancados durante um show de Ivete Sangalo que aconteceu no dia 11 de junho no Centro de Tradições Nordestinas, em São Paulo, Caio Rocha e Daniel Paschoal entraram com uma ação contra a cantora.

De acordo com o colunista Leo Dias, do jornal “O Dia”, o casal pede uma indenização de R$ 1,3 milhão ao CTN e à IS Produções e Eventos, empresa da qual a baiana é proprietária.

O advogado de Caio e Daniel, Ângelo Carbone, ainda pediu R$ 200 mil ao Estado de São Paulo. “As agressões começaram dentro do CTN, durante o show da Ivete, e terminaram lá fora. Eles chegaram a pedir ajuda da polícia militar, que se recusou a protegê-los”, afirmou o profissional.

No dia 15 de junho, Rocha e Paschoal participaram do programa “Superpop” e conversaram com Ivete, que telefonou para a atração. “É muito ruim você não ter liberdade para ser quem você é. Isso é tão desumano. O público gay me ensina a amar cada vez mais. Admiro a coragem desses meninos, de estarem aí reivindicando os direitos deles”, declarou a artista.

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.