Artistas

Lollapalooza 2016: Eminem corresponde à expectativa



A quantidade de camisetas estampadas presentes, desde a abertura dos portões do Autódromo, dá a ideia do peso que tem a vinda do Eminem ao Brasil, seis anos depois de sua estreia no país no festival F1 Rocks, em São Paulo. Um dos maiores fenômenos do rap dos últimos anos, se não o maior, o rapper toca nas rádios brasileiras por aqui há mais de 15 anos, o que torna uma grande responsabilidade se apresentar por aqui.

Com o relógio cravado em 23h30, Eminem entrou em cena e entregou o que o público esperava. Com a mesma cara amarrada de quando surgiu, o “garoto” de 43 anos abriu o show com “Won’t Back Down” sob os gritos de felicidade do público que, muito provavelmente, o vê pela primeira vez ao vivo neste sábado (12/03).

O show de Eminem tem duas forças: os raps ligeiros pelos quais ficou conhecido e as quase baladas pop com samples de sucessos, que acabaram levando o rapper também a uma grande estrela pop. Rihanna “apareceu” no setlist duas vezes: em “Love The Way You Lie” e ”Monster”. A voz de Hayley Williams veio em “Airplane Part II”, a de The Weeknd em “The Hills” e, claro, Dido “cantou” em “Stan”. As músicas de rimas fortes e ágeis são complicadas demais para acompanhar, por isso, nesse caso, o que resta é curtir e admirar.

Para o final, o rapper enfileirou três clássicos:“My Name Is”, “Without Me” e “I’m Not Afraid”. Na volta para o bis cantou “Lose Yourself” e saiu do palco, com as luzes já apagadas e com a mesma cara de mau. O rapper não apresenta a mesma descontração dos primeiros clipes e nem tem algo novo para promover, mas é bom respeitar o seu peso.

Autor: Redação Ferreguion

Tecnologia do Blogger.